Navegação:  Tópicos da Ajuda > Dicas >

Ajuda - Solução GDOOR PRO

 
Código de barras

cab_dicas


Página Anterior Retornar ao Tópico Principal Próxima Página

EAN13

 

       EAN-13 é um código de barras no padrão EAN definido pela GS1, adaptado em mais de cem organizações membros GS1, para a identificação dos itens, principalmente nos pontos de venda a varejo. No EAN-13 o símbolo codifica treze números que estão divididos em quatro partes; dos treze dígitos, doze são dos dados referentes ao produto e um é o dígito verificador (Codificação EAN-13, 2007).

Significado do código numérico do EAN-13

As quatro partes que compõem o código são:

País de origem do produto
Empresa fabricante
Produto por ela produzido
Dígito verificador

País de origem do produto

ean13

 

Exemplo de uma situação especial, neste caso um EAN-13 que codifica um ISBN sendo o prefixo o 978 - prefixo este destinado à codificação de ISBNs de livros

Para o código do país de origem do produto estão destinados os 3 primeiros dígitos caso se trate de unidades de consumo (Unidades de Consumo, 2007) embora em situações especiais estes 3 primeiros dígitos sirvam para representar não o país onde o produto foi fabricado mas sim outro tipo de informação tal como os prefixos usados em: produtos de peso variável (Produtos de peso variável, 2007), produtos de quantidade variável (Produtos de quantidade variável, 2007), para uso in-store (In-Store, 2007), para livros e publicações periódicas (Livros e publicações periódicas, 2007), para coupons e meios de pagamento (Coupons e Meios de pagamento, 2007), entre outras aplicações não tão importantes para serem referidas dado que cada membro GS1 tem alguma flexibilidade no que concerne a atribuição destes prefixos.

 

Empresa fabricante e produto por ela produzido

       A seguir ao código do país de origem do produto vem o código da empresa fabricante e do produto por ela produzido, no total a soma destes dois códigos resultará em 9 dígitos, sendo o número de dígitos de cada um deles dependente da necessidade de codificação de produtos de cada empresa (FAQ - O Uso e as Aplicações da Numeração EAN/UCC-13, 2004, p.4). Por exemplo, uma empresa que produz uma quantidade de produtos diferentes elevada terá necessariamente de ter um código de identificação de empresa fabricante com menos dígitos para poder reservar um número de dígitos maior para identificar o produto por ela produzido. Assim como uma empresa de menor porte ou especializada em certo tipo de produtos, logo com uma quantidade de produtos diferentes menor terá um código de identificação de empresa fabricante com mais dígitos reservando assim menos dígitos para a identificação do produto por ela produzido. O código de empresa fabricante pode assim ter 4, 5 ou 6 dígitos; enquanto que o código de produto por ela produzido pode ter 3, 4 ou 5 dígitos (Codificação EAN-13, 2007).

 

Dígito verificador

       É o último dígito no EAN-13 e é calculado com o auxílio de um algoritmo, é um mecanismo de autenticação para certificar a validade de um certo código numérico. Neste caso para verificar a validade dos primeiros 12 números do EAN-13.

 

Cálculo do dígito verificador EAN 13

       Tomando como base o EAN 13 de número: 789100031550-?

Multiplicam-se os dígitos do código por 1 e por 3, em sequência repetitiva de 1 e 3;
7 * 1 = 7
8 * 3 = 24
9 * 1 = 9
1 * 3 = 3
0 * 1 = 0
0 * 3 = 0
0 * 1 = 0
3 * 3 = 9
1 * 1 = 1
5 * 3 = 15
5 * 1 = 5
0 * 3 = 0
Depois é somado o resultado das multiplicações.
Neste caso o resultado da soma é 73.
Agora você precisa encontrar o múltiplo de 10 mais próximo do resultado da soma. Atenção: o múltiplo de 10 deve ser maior ou igual ao resultado da soma (nunca menor).
Neste caso o múltiplo de 10 maior ou igual e mais próximo de 73 é 80.
Subtraia o resultado da soma do múltiplo que você encontrou
80-73 = 7
O resultado desta subtração será o dígito verificador.
Assim o código completo é: 7891000315507

 


 

GTIN

 

       GTIN, acrônimo para Global Trade Item Number (Número Global de Item Comercial) é um identificador para itens comerciais desenvolvido e controlado pela GS1, antiga EAN/UCC.

 

Os GTINs, anteriormente chamados códigos EAN, são atribuídos para qualquer item (produto ou serviço) que possa ser precificado, pedido ou faturado em qualquer ponto da cadeia de suprimentos. O GTIN é  utilizado para recuperar informação pré-definida e abrange desde as matérias-primas até produtos acabados.

 

GTIN é um termo “guarda-chuva” para descrever toda a família de identificação das estruturas de dados GS1 para itens comerciais (produtos e serviços). Os GTINs podem ter o tamanho de 8, 12, 13 ou 14 dígitos e podem ser construídos utilizando qualquer uma das quatro estruturas de numeração dependendo da aplicação.

 

O GTIN-8 é codificado no código de barras EAN-8. O GTIN-12  é mais comumente utilizado no código de barras UPC-A;. o GTIN-13 é codificado no EAN-13 e o GTIN-14 no ITF-14.

 

 

Voltar para o tópico anterior